A VIDA NÃO É O BASTANTE



Tua voz agarra a minha memória,
entrando em meus ouvidos surdos
quando tudo é presença da ausência.

Quando te amei com o meu olhar de
nuvens, acariciava com cuidado as
tuas palavras para nunca te ferir,
para nunca te deixar sair de dentro
de meus poemas cegos.
A Lua me achava a mais bela.

O amor nunca adormece nas mãos
do tempo. Ele apenas pára de olhar
na direção das flores, evitando ver
a beleza que já não pode mais tocar.

Fechei os meus olhos sem sonhos.
Ainda assim continuo amando a tua
 alma,ainda sim sinto essa imagem que mora
no teu corpo me abraçando com
cumplicidade todas as noites frias e vãs.

O amanhã chegou ontem.
A vida não é o bastante
quando o meu coração
bate sem nem entender
o porquê.



Karla Bardanza











Observe-me com a leveza de uma bolha de sabão... e ache minha beleza... Ela está ao meu redor...no meu calor...no meu estado permanente de flor. -Karla Bardanza-

Comentários

A Peregrina disse…
Que grata surpresa encontrar-te!
Que satisfação conhecer teu Blog,ler tuas poesias e embevecer-me com tua sensibilidade ímpar.
Parabéns pelo grande talento!
Grande abraço de sua mais nova leitora,
Patrícia.

Postagens mais visitadas na última semana