ESPERO POR MIM MESMA


Espero por mim mesma,

Arrumando as nuvens no

Céu cheio de preces e

Inquietações.



De perto, sou sombria.

De longe, sou divagação.

Estou apertada dentro

De minha alma e tropeço

Quase sempre nas vielas

Escuras do meu coração.



Todos os meus metros

Quadrados deveriam

Ser sagrados, deveriam

Caber na eternidade.

Algo aconteceu em mim.



Sozinha não consigo mais

Carregar o destino nos

Braços. Abro-lhe as pálpebras

Cansadas e ele nem mais

Pode me ver.

Será que ainda dá tempo

De aprender a ser feliz?



Karla Bardanza





Comentários

Eduarda disse…
Karla,

Felicidade não existe ( pelo menos é o que penso), existem momentos e esses nos impulsionam.

Ler-te será sempre um prazer.

Feliz 2011.

bj
Runa disse…
Concordo com a Eduarda: a felicidade não existe. Existem, sim, alguns momentos que nos dão essa ilusão, e é isso que temos de aprender: Desfrutar deles e tentar retê-los o máximo de tempo possível, partilhando-os com aqueles que amamos.

Feliz 2011

Runa

Postagens mais visitadas na última semana