ANGÚSTIA E ABSOLVIÇÃO



 As palavras sofrem
dentro de mim.
Metáforas agonizam
quando a lua me abandona.
Sobrevivo
sem acabar este livro
que me olha deitado na cama.

Sobrevivo
aos meus labirintos
e
se me perco de mim,
nada faço.
Apenas sinto.
Apenas me desfaço
em consoantes e vogais
que desconhecem os limites dos meios termos
e dos pontos finais







Karla Bardanza










Copyright © 2011 Karla Bardanza Todos os direitos reservados

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana