EU SOU GENTE QUE VOA

Quadro de Stephen Mackey





Quero poucas coisas de você:
um punhado de sol,
um pouco do que talvez
eu mereça,
uma réstia da luz
que já não sei onde está.

E enquanto fico aqui
quase cega,
uma coisa dói na garganta,
uma coisa foge de mim
e eu fico parada
sem saber o que fazer.

O que me resta mesmo
nesta história
é quase nada,
é quase nada dentro de você.

Toco minhas mãos, 
sinto a minha pele,
não me pareço
com um objeto.
Não me pareço
com o que os teus olhos
podem ver.

Eu sou gente
de carne, osso e asas,
eu sou gente que voa,
seu moço.
 

 



Karla Bardanza










Copyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana