CHEIA

Quadro de Will Cotton



Sigo a água.
Gota a gota
escorro.
Apenas mansidão.

Desço
um corpo abaixo,
sem rumo vou.
Não penso:
vou caindo
levemente,
sem sentir,
sem fingir,
sem.

E vou
desafiadoramente
lambendo
pelos,
peles,
braços,
pernas,
poros,
partes
e
quando
tudo se (re)parte,
ainda estou
inteira,
virgem,
distante.

E
nunca mais
volto
a dissolver
ou
resolver
o que ficou
solidificado
no ar.

Sigo a água.
Resta-me apenas
transbordar.




Karla Bardanza










Copyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Admirave


CONVITE

Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, é leve, dinamico e sobretudo Independente. Palpitamos sobre quase tudo. Diversificamos as idéias. Mas, o que vale mesmo, é a Amizade que fizermos.
Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.
Abraços do
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Postagens mais visitadas na última semana