CUM LAUDE

 Kim English

  


Arrasto meu chinelinho pela corredor
e mais meia dúzia de certezas que
vão se alargando pela última vez.

Sento com languidez, abro a pasta,
falo pouco, ponho meus óculos e
transformo-me em mim mesma.

Do outro lado, há alguém que já foi
mal, que já foi bem e que por falta
de inspiração, palavras ou rótulos
já não cabe mais dentro de mim.

Nos olhamos antes que tudo desmorone.
Tijolos caem, alicerces desmontam.
Derrida te desconstrói com gratidão.
Já está tarde mas dou uma espiadinha
no meu coração - eita cliché cabra-da-peste!-

Passo no teste e sou aprovada com louvor:
o amor é ex, o ex é apenas um prefixo
que não deu certo e perto do passado,
gosto do futuro ao meu lado cheio de
gentilezas e covardia.

E quando tudo acaba, levanto sem pressa,
deixando tudo que pesava para trás,
especialmente os prefixos e os sufixos
da ingratidão e saio
A-B-S-O-L-U-T-A
do ontem.



Karla Bardanza






Copyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana