AMOR DE PAIXÃO




A
Não quero tanta coisa assim...


Não quero poder, nem fim...


Olho dentro de teus olhos


E me perco de mim...


E te vejo tão maçã...


Uma manhã é pouco


Para eu te dizer que


Amo teus cabelos de luar...


Grito louco a me rasgar,


Quero mesmo é te amar,


Enfeitar o teu céu,


Beijos teus de mel...




Sabe, só quero teus carinhos de lavanda,


Deitar contigo na rede da varanda,


Viajar pelo teu inverno, em tuas cavernas,


E me esquecer da realidade, do silêncio,


E de uma antiga solidão...Amor de paixão,


Nosso fio da vida está em tuas mãos...


Nossa música toca, algo me transporta...


Nossas promessas e pactos, teus belos atos...


Não quero mais feridas, passaporte só de ida...




Amor meu, quero pouco dessa vida...


Apenas nossas juras, nossos sonhos,


Nossa graça e aquele nosso beijo na praça...


E nada mais e nada mais além do teu cafuné...


Sim, sou uma mulher perdida no espaço...


Em teus longos abraços, estrelas e estrelas...


Não sou um enigma, não precisas de um manual


Para me entender e só chegar perto e dizer:


“Amor, eu amo você.”...Fico tão especial...


Não quero tanta coisa assim...


Só você eternamente para mim...




Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana