QUASE NADA DE MIM


Quase nada de mim...

Apenas um jardim.

Meu cheiro

em teu medo.

Teu segredo...


Quase nada

nos escombros.

Meus colares

em teu assombro.

Uma begônia magoada.


Uma mulher nublada

nas sombras

da madrugada...


Quase nada de mim...

Um incenso,

um jasmim...


Deito minhas dúvidas

e sigo atrevida

olhando a vida.


Acordo por dentro.

Quase nada de mim

tens para lembrar.

Apenas alguém

que te fez sonhar.


Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana