BEM-ME-QUER



Acho que estou atrasada, mas

Aceite as minhas desculpas.

Não há culpados, nem culpa.

Há apenas tantas dúvidas. E eu

Que já andei tanto por ai,

Ainda não aprendi o básico,

Meu conhecimento é tão falho.



Senta comigo e me esclareça

Qual é o nome desta cartilha

Que ensina a entender toda

Essa dor que não cabe nas mãos

Abertas?



Talvez você possa me dizer o nome

Daquele livro que ajuda a reescrever

O ontem com a caligrafia das

Palavras que não saem

Da boca do coração?



Ou então, quem sabe você possa

Me dar um manual sem letras

Usado por quem precisa

Entender o que é perdoar,

Quando se está pelo avesso

E com a alma fora do lugar?



Ou que tal me indicar o nome daquela

Dissertação de mestrado que ilustra

Todos os tipos de lágrimas das flores

Que já não choram mais?



Você sabe que eu não quero tanto assim:

Preciso apenas aprender a ser feliz,

A ser presente na minha ausência,

A encontrar uma ciência qualquer

Que me ensine a desfolhar um

Bem-me-quer, mal-me-quer

Antes de ir à luta e encarar

o que der e vier.



Karla Bardanza






































































Comentários

Postagens mais visitadas na última semana