INDELICADEZAS DO DESTINO

Quadro de Monica Maffei




Mastigou o ódio
com as mãos enfiadas nos bolsos
às 6 horas da manhã,
em pé no ponto de ônibus lotado
de caras desanimadas.

Teve náuseas, enjôos,
suores estranhos.
Não sabia que cabia tanta coisa
daquele tamanho
dentro dela. 

Ao meio-dia
teve certeza que estava à mercê
das indelicadezas do destino
e desatou a chorar
com o currículo na mão,
pedindo a Deus
que a salvasse dela mesma.


Karla Bardanza






MaCopyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana