UM PECADO DE AMOR


Um silêncio, uma voz.
Um pecado, um de nós.
Uma maçã, uma mordida.
Quem foi algoz?
Quem perdeu a vida?

Um medo, um mistério.
Um segredo calado.
Um desejo, um caso sério.
Quem sabe?
Quem finge não saber?
Todos?
Ou apenas você?

Um prazer tão nosso.
Uma forma particular
De amar.
Um esconderijo do sol.
Um refúgio do olhar alheio.
Venha, eis o meu seio.
Eis a minha alma
Na palma de tua mão.
Eis a nossa cama
E o nosso colchão.

Uma tarde, uma manhã.
Uma escapulida.
Uma cerca rompida.
Um limite na desmedida.
Uma fronteira atravessada.
O que sou?A amante?
Ou a amada?

Uma aliança na escuridão.
Um sonho perigoso.
Uma verdade silenciosa.
Uma dor maior.
Às vezes, eu tão só.

Um amor profanado.
Um encontro sagrado.
Quem ganhou?Quem perdeu?
Você ou eu?

Um quarto com espelho.
Um desejo pintado de vermelho.
Um prazer tão sombrio.
Às vezes sinto frio.
Sinto um nó na garganta.
Ás vezes eu tão santa.

Um perpétuo desengano
Tatuado no corpo.
Um erro, um dano.
Um desejo domesticado.
Um pecado, um pecado.

Um lembrança guardada
Na pele, escrita com
Luxúria e flor.
Um pecado de amor...

Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana