FLOR



Te sinto, sim...sinto...
Tua boca em minhas pernas
Geografia a se perder...você...
Mãos são seios, prazer todo,
Um desejo e meio, ouço..
Tua voz, nós em sussurros,
Nós em palavras dissolvidas,
Em beleza desmedida em
Espelhos...teus joelhos,pernas
À revelia, dia é madrugada,
Estou encantada em olhares.
Teu contorno é melodia, é luz
E fantasia...te sinto...sinto...
Tua língua em minha alma,
Tua calma entrega, sou o que
Se traduz em nossas peles, flor.
Tua cor em maravilhas, em mim...
Charmosa beleza de alecrim,
Mar sem limites para navegar
E se isso é prazer, quero morrer...
Meus cabelos em teu sexo, nexo
Por quê?Aqui pode-se apenas
Ler as entrelinhas...metáfora
Para quem quiser, sou uma rosa,
Gineceu e androceu,corola e estames,
Venha, me ame... tudo aqui é
Meu...sou tua mulher...meu cálice
Para te proteger, venha...ó venha
Sempre e sempre me beber...

Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana