LILITH


Sou o pecado

E o abismo.

O medo profanado,

A doce escuridão,

O veneno mais sagrado

Bebido com paixão.


Sou o prazer desmedido,

O desejo na veia,

O gozo enlouquecido

Da aranha na teia.


Sou o segredo

Entre quatro paredes,

A fome e a sede,

Sou o sangue, a vítima

E o algoz, sou a que

Fala sem voz.


Sou a devassidão,

A loucura e o

Ímpio coração,

Sou a mancha

E a mácula no

Colchão.


Sou o vento e a destruição,

O olho do furacão,

A negra lua, a mulher

Nua sem redenção.

Sou a serpente e o

Leão.Sou a ousadia,

Sou a atrevida,

Sou um anjo caído

E cheio de vida.


Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana