23 CM DE AMOR SÓLIDO



Por um momento, o vento levou

As palavras, levou o chão. Ela viu...

O amor era sólido, o amor era mais

Que sentir, o amor era tocar e ver

Com as mãos...Na medida certa da

Paixão: 23 cm era tão mais real, era

Tão mais verdadeiro...Cabia inteiro

Em seu oblíquo olhar, em seu quase

Casto e tirano coração...E em sua

Cruel glória, o amor se solidificava

Com o ar...



E o amor crescia e parecia explodir...

E o amor era o sólido em líquido

Desejo e manha, e o amor arranha,

Era a perfeita fusão pingando em gotas

Sem fim dentro dela,em suas cálidas

E adoráveis mãos...

23 cm de amor e ela esqueceu tudo:

O nome, a vida e até sua cansada

Identidade sem o menor pudor e

Na maior curiosidade...





Karla Bardanza











































Comentários

Fada Atrevida disse…
UAU!!

Que vontade de sentir esse amor sólido e imenso.

Belíssimo o poema!!

Parabéns!

Beijinhos Mágicos de uma fada atrevida que é sua fã!

Postagens mais visitadas na última semana