SENTIMENTO


As letras embaralham,

sumindo com o redemoinho.



As palavras são levadas

por aquela estranha água

que brota das entranhas,

da mais profunda mágoa.



Gotas caem sem

licença sobre as metáforas

inacabadas.



O poema encharca-se

de dor.



Tudo sentido

perde o sentido.



E é ali que sempre

esteve o amor.







Karla Bardanza






Comentários

Eduarda disse…
Karla,

as tuas palavras são poesia que se eleva.

bj

Postagens mais visitadas na última semana