COMENDO A VIDA

Quadro de Lee Price


Morrendo de solidão,
ela abre todos os pacotes
de biscoito, comendo
a dor, saboreando
as coisas inevitáveis
da vida.

Mansamente engole
o que não pode cuspir,
pensando sem pensar,
sujando tudo ao redor,
sentindo-se bem menor
atrás da porta fechada.

E enquanto fica ali,
a alma começa a fugir,
a dor engorda um pouco mais,
a noite emagrece
desnutrida.

E enquanto fica ali,
a depressão ceva a vida.


Karla Bardanza













Copyright © 2011 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana