OS PRINCÍPIOS DO FOGO

Você de azul fica bonito. De branco também. Todas as cores cabem nesta beleza que há em você quando chego ao inferno ou perto do prazer.Devoro tuas imperfeições perfeitas, rascunho sonhos, enfrento tua magia com sincera mentira e indiferença, ardendo um pouco mais, limitando o meu olhar, persistindo em ser apenas eu. E quando tudo está escuro, minha retina sacana e menina lambe teus olhos na solidão, arracando poemas do chão, ouvindo tua voz que não está ali mas dentro do dentro de mim. Adormeço em vontade e desejo, pensando que tudo em ti é tão certo menos essa aliança na tua mão que me esconde os princípios do fogo. Quase respiro ou talvez não respire nada quando sinto que as portas estão fechadas. Lembro então que não preciso de um coração ou de manhãs. Sento do outro lado e admito que tudo te deixa bonito.Menos este elo entre o azul e o amarelo, menos este sinal indelével de que tens dona.Nestes momentos intraduzíveis, o medo vem à tona e eu me escondo dentro de meus olhos assustados, degredados, cansados de te ver perto e longe desse meus desejos represados e me enquadro na minha personagem, fazendo minha pequena participação tão bem, sendo apenas uma destrambelhada que ri ou que detesta estar apaixonada. Creio que o amor é triste.Não sofro. O que interessa mesmo é que você existe.







Karla Bardanza





Comentários

Postagens mais visitadas na última semana