A VIDA DE PERNAS PARA O ALTO

Quadro de Zhao Kailin



Deitei de cabeça para baixo:
queria ver a vida de pernas para o alto.
Um novo ângulo de visão
para o sempre.

Aprendia a olhar as coisas
em detalhes que fugiam,
sem o cisco que entrava
os sonhos e estreita a verdade
para uma só.

A tarde me convidou
a continuar pousada
no sofá, ouvindo o silêncio
das folhas lá fora,
sentindo o vento indecente
levantando a saia com classe.

De repente,
senti a grandeza do abandono.
Morcegar era uma palavra
com tanta beleza.
Dormi cheia de gentilezas
comigo mesma,
com as asas fechadas
para não incomodar o lençol.

 Dormi achando
que para mudar a vida,
basta apenas mudar como eu posso vê-la
nas minhas claridades
escuridões. 




Karla Bardanza





Copyright © 2011 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana