POEMA PARA NÃO SE LER NO DIA DOS NAMORADOS

Quadro de Dai Pin Jun





O amor foi
uns ontens atrás
e o tempo durava
estranhamente.
A hora deitava-se
em nossos lençóis
e éramos apenas nós:
delicados e loucos,
e tudo era pouco
quando cabia tanto
dentro do coração.

O amor foi uns ontens atrás
e era paz e era uma dor
tão absoluta e adorável
de sentir porque
ser feliz também dói,
porque não conseguíamos
dizer todas as palavras
que amanheciam
em nossas bocas
cheias de futuro.

O amor foi.
O amor é,
e tudo que eu possa
dizer ou escrever
sempre
será bem menor
do eu que ainda sinto
quando as horas demoram
e os dias te arrastam
novamente
para dentro de mim...



Karla Bardanza










Copyright © 2012 Karla Bardanza Todos os direitos reservados Photobucket

Comentários

Helô Müller disse…
Ah, Karla, quanta verdade em suas palavras...
Muito lindo!
Bj
Helô

Postagens mais visitadas na última semana