SOU UM ESCORPIÃO DE OUTUBRO







Nasci em outubro,
Carrego na alma
Um escorpião.
Ora morro de prazer,
Ora morro de paixão.
Estou sempre a arder
No fogo de algum conflito.
Bebo meu próprio veneno
E depois, vou e grito...

Já morri várias vezes
E renasço feito flor.
Basta apenas eu encontrar
O que suponho ser o amor.
Uma bela boca sempre me seduz.
Língua desvelando pouco a pouco
O desejo perfeito à meia luz
Num beijo intenso e louco...

Meus sentimentos estão em minhas veias.
São vulcões em constante ebulição.
Basta eu me vestir de sereia
E me perder no canto da ilusão.
Piso em nuvens e em ovos,
Pés com asas e sem chão.
Ardo em felicidade e me renovo
Quando me ardo de paixão...

Mas nunca me entrego inteira.
Vou observando devagar.
O desejo é uma ribeira
E eu sou feita para amar.
Sou um escorpião de outubro.
Não sei quase nada e nem
De mim consigo saber tudo...

Karla Bardanza

Comentários

adorei esse poema sobre que é de escorpiao eu também sou e faz tempo procurava algo assim parabens pelo signo e pela escolha do poema!!

Postagens mais visitadas na última semana