VOCÊ, COMO PODE? AINDA É O MEU AMOR


Um algo me escapa e ameaça
Trapaça do destino, desatino
Assustador, encontro comigo
O que escondi em meu calor.

E se trancado está, por quê
Então libertar isso que quer
Ir além e voar?Como viver
Com a vida a me lembrar?

Como não esquecer o que
Vem me cuspir e bater?Eu
Desencontrada de mim, eu
Tentando não enlouquecer.

E na esquina da memória,o
Amor é você.Cobrança do
Passado, grito amordaçado
Fazendo-me então entender.

E entendo o escuro ao redor,
Eu tão só em silêncio a amar.
Eu no esconderijo frio de meu
Coração pronto para desabar.

Um algo me escapa e ameaça,
Trapaça do destino, desatino
Assustador, você, como pode?
Ainda é o meu verdadeiro amor...

Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana