LEMBRANÇA


Evaporou-se

O sentido perdeu-se por

Vias caladas, por caminhos

Insensíveis.

Estou cega para tudo que

Foi luz.

Já não há mais valor nessas

Pérolas, nesses delírios:

O sonho não resiste ao mudo

Sol molhado, ao morto e ao

Seu olhar esfacelado.

Refaço a trajetória sem muita

Bagagem, sem o pavor do nunca.

Deixo-te o meu silêncio como

Tatuagem e lembrança para

Reconstruir a ferida passo a

Passo.



Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana