FOI APENAS SEXO?


E do nada,
Guardo a intensidade.
A saudade escrita
Em letras néon,
Rabiscada no espelho
Iluminado do banheiro.
Um beijo de batom
No guardanapo.
Sim, o amor foi fato.

Desato esse nó e só,
Olho o passado através
De meus óculos e algum
Astigmatismo.Cismo
Comigo mesma, com
Esse bicho que ainda
Me morde e deixa
Marcas na pele nua.

Foi apenas sexo?
Foi algo confuso
E sem nexo?
Foi o que ainda
Lembro.E como lembro
De tua pele, de tudo
Que queima minha
Retina...Eu tão menina
Perdida na porta fechada,
No que me deixou delicada.

E do nada
Guardo o que restou:
Um pouco de você.
Um pouco do amor.
E se o amor foi apenas
Sexo, fui fiel a mim.
Disse não, enquanto
Meu coração te dizia sim.

Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana