MINHA PELE GUARDA A MEMÓRIA DA ÁFRICA


Minha peleTraz as vozes da África

E todos os seus lamentos

Perdidos nas

Dores do um tempo sem tempo.

Minha pele

Traz as memórias

Das cores

E de vários matizes.

Minha pele

É feita de flores

E lembranças felizes.


Minha pele

Guarda todos os orixás

E as bênçãos de Yemanjá.

É sagrada,

É delicada como

Um segredo

Escrito com dendê.

Minha pele

É uma herança

De prazer.


Minha pele

Guarda senzalas,

Casas grandes,

Senhoras

E sinhazinhas.

Minha pele

Acarinha atabaques

E agogôs.

Minha pele guarda

O meu avô

E a sua negritude.

Minha pele

É a minha maior

Virtude.


Karla Bardanza

Comentários

A Peregrina disse…
Que coisa mais linda! Que talento!
Deus a abençõe mais e mais com este divino dom!
Se permites,irei reproduzir um excerto deste poema em meu blog.
Qualquer objeção me comunique.
Um abraço.

Postagens mais visitadas na última semana