A ASTROLOGIA NÃO ADMITE FALHA



Prevejo que o meu Vênus em Virgem

Acendeu todas as águas com sutileza,

Pulou o muro mesmo com vertigem

Caindo na tua cama com tanta delicadeza.



Anuncio que a minha Lua em Leão

Deitou perto de ti com tanta coragem,

Enrolando-se toda na cauda do dragão,

Enquanto admirava a tua toda paisagem.



Meu Marte agarrou o teu ascendente,

Meu Júpiter te arranhou no colchão,

Meu Plutão fez um discurso indecente

Enquanto eu estava em outra dimensão.



Urano explodiu depois do fato consumado,

Deitando com Netuno cheio de fantasia,

Chamando teu Saturno de meu amado,

Fazendo amor com tanta emoção e poesia.



Meu Sol em Escorpião é mesmo assim,

Não tem paciência não, é muito canalha,

Pegou você e te trouxe pra dentro de mim

E você não errou:a astrologia não admite falha.





Karla Bardanza

Comentários

Hisalena disse…
Um poema que recorre à subtileza dos astros para relatar algo tão belo como um momento de puro amor.
Gosto da subtileza das palavras que nos permitem soltar a redea da imaginação e imaginar o que aconteceu com tantos astros no mesmo colchão :)
Muito interessante...

Postagens mais visitadas na última semana