A VÃ ESPERA

Enquanto os fios do tempo dobram lentamente

E as flores se evaporam nos canteiros que vão

Da minha alma até o meu coração, aguardo um

Milagre pleno, deito em lençóis imersos em olhares

E alguma dúvida. A única grande traição da vida é

O nada e nele banho a minha espera doce e vã.

Amanhã será mais um dia neste calendário tolo

Amanhã eu continuarei sendo a minha própria vilã.



Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana