O MELHOR DELÍRIO É SEMPRE MOLHADO E INSACIÁVEL



O melhor delírio

É sempre molhado

E insaciável.



Receio essa resposta

Não clara, esse silêncio

Escrito nos olhos,

Nos bicos dos meus seios

Que apontam para a esperança

Sempre re-atualizada.



Receio quando me solto

De mim e tudo é vaguidão,

Cio e sentimento.

Que venham os deuses,

Que venha o tempo,

O desassossego é terno

Quando a ousadia

É umidade.



Escolha o delírio,

O lírio sujo e branco,

Escolha-me.

O desejo não sabe

Esperar.



Isso é mar rebelde:  correnteza perto, loucura dentro.

(afogo-me, afogo-me)





Karla Bardanza

















































Comentários

Postagens mais visitadas na última semana