PARA TE FALAR DE AMOR


Esse áspero segredo

Caindo pela madrugada

Está sob a língua, está

Descendo pelo corpo,

Inundando todas as

Cálidas flores.



Um ar irreal arranca-me

Paraísos, imprecisos vendavais,

Tormentas.À deriva não

Estou só. Estou viva.

E você

Está nas gaivotas atravessando

Todos os meus silêncios,

No ritmo que salta o horizonte

E se concentra no destino,

Na palavra que dissolve

Toda a solidão, na escolha

De meus lábios quando

Eu seduzo mundos para te

Falar de amor.





Karla Bardanza

Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?



Fernando Pessoa





Comentários

Eduarda disse…
Karla,

Quem fala assim do amor, é alguém que tem uma sensibilidade do tamanho do mundo.

e com Pessoa que mais dizer deste post?.

Aquele beijo

Postagens mais visitadas na última semana