ELE VÊ O MUNDO



Quando ela abre

As pernas do coração

Sem nenhuma castidade

E coloca as mãos dele

Tão dentro dela, algo

Entra pela janela, algo

Explode e queima as

Paredes, os lençóis e

O colchão, algo carrega

A alma, algo arrebenta

Com a ilusão.



Ele contempla os cabelos

Dela desenhando o prazer,

Tatuando gemidos pelo ar,

E não sabe mais de si.

E não sabe mais parar.



E ela...e ela olha para ele

Com aqueles olhos de chuva,

Com o rosto cheio de tudo.

E ele...e ele vê o mundo...







Karla Bardanza


Comentários

Postagens mais visitadas na última semana