SE ME AMAS


Se me amas,

Deixes que lua faça morada

Em tua boca e o silêncio guarde

Os teus olhos.



Se me amas,

Faças sem alarde, sem a palavra

Que absolve e arde em tuas veias.

Sem o receio dos que tudo vêem.



Se me amas,

Sejas o meu escudo surdo, o meu

Apoio cego. Guardes as armas, não

Atires a esmo.



Se me amas mesmo,

Entres em minha alma, sem falar

Em escolhas, sem impôr o teu

Medo.



Se me amas, faça-o em segredo.

O mundo já sabe tanto. A claridade

É tão iintensa.



Se me amas, vista-se de mim com

A delicadeza que eu sei que também

Habita em ti. Conheço a tua voz e

A tua pele, conheço tuas estratégias

E passos.



Se me amas, continues a me dizer

Quais são os teus planos de vôo

Antes que seja noite, antes que seja

Tarde.



Se me amas (e eu sei que tu me amas),

Amas-me em liberdade e deixas que

Eu desvende o teu infinito enquanto

Te ouço, enquanto tanto te sinto...









Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana