NÃO ESTOU BEM



Minha desimportância,

Minha nobre desimportância

Sempre me machuca.



Não estou bem.



Algo incomoda.

Escuto Sade e vivo.

Ai!Eu vivo...

Sem juízo.

Sem sorrisos,

Sem eu.

Sem.



Li Anne Sexton para provar

A mim mesma que não estava

Morta.

Isso que não tem definição

Fecha a porta, fecha os olhos.



Desânimo, desanimo.

Não sei mais o que esperar.

Algo calou a boca da alma.

Algo me comeu viva.



Morri hoje de novo.

O corpo deve ter desaparecido.

O corpo e os sonhos,

O corpo e o desejo,

O corpo e o prazer.

O corpo, o corpo.



Perdi os anéis,

Perdi os dedos.



Dormi.



Não preciso acordar.

Não preciso tomar banho.

Não preciso de mim.



Não estou bem.



Depressão.

Impressão.

Sensação.

Coração.



Fui atropelada na contramão.



Deixe-me sangrar com classe.



Melhor assim.



Fim.



Karla Bardanza




Comentários

Postagens mais visitadas na última semana