QUANDO EU FOR GENTE GRANDE


Quando eu for gente grande 

Vou desaprender tudo que ouvi.

Meus olhos vão continuar vivos

E os meus braços nunca estarão

Cansados para abraçar.



Enquanto meus cabelos forem

Ferozes e as minhas mãos não estiverem

Fechadas para descobrir as joaninhas

Escondidas nas pétalas das flores,

Não serei o que não quero ser.



Abro os olhos e há tanto prazer

Em molhar os pés no mar ou correr

Atrás das borboletas.

Abro os olhos mais ainda e as nuvens

Constroem castelos no céu.



Antes que eu pegue essa doença

Incurável, vou viver de assombros

E descobertas, vou deixar a porta

Aberta para que todos os meus

Sonhos possam entrar.



Ser gente grande é uma dura tarefa

De embrutecimento.

Não quero chegar lá porque não

Vou nunca esquecer o barulho

Bom do vento ou cheiro de terra

Fresca molhada.



E se não tiver jeito mesmo,

E eu tiver que ser gente grande,

Que pelo ao menos a minha alma

Seja encantada.







Karla Bardanza












Observe-me com a leveza de uma bolha de sabão... e ache minha beleza... Ela está ao meu redor...no meu calor...no meu estado permanente de flor.
-Karla Bardanza-

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana