YULE




Enquanto semeio idéias aqui e ali,
o solstício me abraça.
Yule chegou com graça
e
esta aqui dentro de mim.


O inverno
acorda
tão manso
e a Deusa vai descansar.
Acendi uma vela branca
e um incenso de alecrim.
Bebi o vinho para
celebrar mais um giro
da roda solar.
As flores sonham no jardim.

No ventre da Deusa,
repouso e folhas caladas.
No ventre da Deusa,
aprendi a ser encantada.
Ela me deu uma estrela
que pendurei no meu pescoço,
Ela me disse palavras que guardo
com gratidão.


A Deusa dorme,
e Ele segura a minha mão.
Aguardo.


Yule chegou:
espero  nas sombras,
todas as coisas
bonitas que irão brotar
do solo delicado
onde dorme a Deusa.

Estou gestando a vida
uma vez mais,
nos braços da flor,
nas pétalas da paz.








Karla Bardanza










Copyright © 2011 Karla Bardanza Todos os direitos reservados

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana