NOS BRAÇOS MUSCULOSOS DO AR


 Quando ela fica mais leve
que o ar, as cerejas
dançam no copo
de Martini.

Nada a prende
ou a define
nestes momentos
em que ela se equilibra
nas frutinhas vermelhas
ou na borda do copo.

Fica tão alegre
que esquece de tudo.
O mundo pode esperar
ela beber mais um
pouquinho.

Tudo vibra ao redor:
o ar entra tão fraco
pelas narinas,
o coração pulsa cheio
de excitação e álcool.
Ela parece uma bailarina
quando anda nas pontas
dos pés.

a vida continua assim
mesmo depois que as cerejas
acabam e a bebida também.
Então, ela vai ao bar
sujo da esquina
e toma umas cervejinhas
como quem não quer nada.

Sempre volta para casa
carregada pelos braços
musculosos do ar
que já sabe muito bem
onde e como ela vai acabar.






Karla Bardanza








Copyright © 2011 Karla Bardanza Todos os direitos reservados

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana