DA ALMA AO CORAÇÃO



Perco sem nunca

ter tido,ao som morto

do meu coração partido

e sei que tudo me esquece...


Cresce ainda em mim esse gosto

do que não terei ou tive,

e o que sinto morre em vão...

E o que ouso pensar é o que temo...


Tremo em saudade,fuga

veloz em direção à vida...

Ferida aberta e enlouquecida.

Por que o céu nada diz?Ser feliz...


Ó Deus como posso ser?

Sem você,sou desolado alvoroço,

sou choro e poesia triste.

Diga-me alguém que o amor existe.


Nada ouço.Nada.

Morre em mim flores,

canteiros inteiros que vão

da alma ao coração..

Morre mais um dia

esse amor,essa paixão...


Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana