O SILÊNCIO DO MEDO




O que me consome são todos os silêncios...

Quantas vezes minha boca amordaçada,o medo,o nada.

O que me corrói é o vazio,o frio coração,o não antes do sim.

Nunca mais o silêncio do medo,a voz embargada,o mudo sentir...

Nunca mais fugir...Ouço o barulho infinito do meu coração a pulsar...

Ouço, finalmente,vida em mim...

O que me dói é o imutável passado, a menina no escuro, o futuro...

O que me mata é o que não posso mudar

pois, marcado na alma está...


Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana