NÃO SE PERCA AO ENTRAR EM MEU LABIRINTO PARTICULAR


CNão se perca ao entrar em meu labirinto
Tão particular...Portas para o que sinto,
Palavras soltas e um pouco de instinto
Podem te guiar, mas quem vai te salvar?

Armadilhas, areia movediça, escuridão.
Algo em mim ultrapassa até a tua visão.
Sinto por você não ver o que está no chão
E ao redor, sinto pela noite que te faz só.

Dentro de mim caminhos de eternidade.
Um canto empoeirado de tanta saudade.
A faca cruel de uma temível realidade.
Nada podes ver, nada permito a você.

Se quiser, tente a sorte, o sul, o norte.
Tente todos os caminhos dessa morte.
Sou um labirinto de facas e um corte.
Tire o meu véu, sou do mar e do céu.

Sou de todos os santos e profecias.
Sou a noite da alma, sou uma poesia.
Sou a tua redenção e também anistia.
Sou o temor, sou a face oculta do amor...

Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana