TRÊS MINUTOS DE ÓDIO


Três minutos de ódio.
Eu de frente para o jornal.
Manchetes malditas
De uma civilização louca
E proscrita.Morte, estupro,
Homofobia, corrupção.
Quem é você?
O que é perdão?

Três minutos de ódio.
Eu na cena do crime.
Sangue pelas paredes
E pelo chão.
Homem escravo do homem.
O homem e sua fome.
Ave de rapina
Solta pela madrugada.
Delito
E mão armada.

Três minutos de ódio.
Guerra por terra.
Guerra e incomunicabilidade.
Minas escondidas
Matando a liberdade.
Baixas no leito
Dor no peito.
Ódio,ódio,
Dor em mim.
Ódio e desrazão.
Ódio sem fim.

Três minutos de ódio
Lei?
Ordem?
Elas dormem
Em berço esplendido.
O homem-fera
E o seu horror desmedido.
E tudo continua
Porque a civilização
Erra.
Porque a civilização
Apenas nos enterra.

Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana