O TEMPO - ESSE ESPIÃO, ESSE SAFADO, ESSE LADRÃO



O tempo me espia todo dia pelo espelho.

Põe as mãos em meus cabelos, desenha

Linhas ao redor do meu olhar.O tempo é

Tudo que tenho para culpar.Se há demora,

Reclamo da hora, se há pressa, digo que

Aquilo me interessa, se ele não passa, eu

Sinto a ameaça do tédio e imagino cenas

E sonhos pelo ar.Encosto minha cabeça em

Seu colo e começo a lembrar do ontem e

A esquecer de mim em algum lugar...Às

Vezes, sei que ele não vai mais voltar...

Choro desamparada a dor do que já se foi.

Digo oi para a saudade e lamento o sono

Do passado que vem me incomodar à luz

Do luar.O tempo, esse bandido, todo dia

Vem me assaltar e então, leva tanta coisa:

Minhas esperanças, meus receios e até os

Meus devaneios...O tempo é o recheio da

Minha vida, é o tempero do meu sentimento.

Por vezes, é o cimento do coração e então,

Assenta os tijolos da alma e da paixão tão

Juntinhos, tão pertinhos.O tempo é apenas

Um vinho que bebo descaradamente e que

Me torna cada vez mais velha e bem melhor!

O tempo, esse danado nunca me deixa só!

Sempre anuncia sua presença no meu corpo.

Já me acostumei com o seu charme canastrão.

O tempo abriu meus olhos e as minhas mãos.

Amigo e inimigo, morte e abrigo, o tempo não

Me deixa nunca, está sempre mais comigo.


Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana