POEMA DE VENTO E LUA


O vento carrega invisíveis poesias
Escritas em sonos e fantasias.
Beija as flores com charme e
Vai atrevido abraçar a lua.

E ela, toda branca e nua,
Deixa-se levar pelos ares,
Em tardes de sentimento
Bordado em rios e mares.

Oceanos deitados no horizonte
Refletem em todas as esquinas
As travessuras da lua menina
E ela tecendo sonhos, suspira

Segredos e romances em cardumes.
Lumes de estrelas enfeitam o céu
Com fitas, gaivotas e pipas
Enquanto a palavra é escrita.

E no fim de tudo, um poema
Falando, inundando o verbo
De adjetivos e paz para que
A vida possa sempre ser mais.

Karla Bardanza


















Comentários

Postagens mais visitadas na última semana