ABRAÇOS DE SEDA



Contorno

Teus espaços

Com abraços

De seda.

Pele tão minha

Aberta a tantas

Palavras e mãos.

Música vaga,

Delicadeza em vinho,

Encosto minha boca

Nos teus segredos

E extraio raios e trovões.



Fecho os olhos:

Sensações, sensações.

Incenso, doce dança

Por jardins perfumados,

Pétalas de cetim

Aberta ao luar.



A noite não cabe

Nesse momento,

O vento varre a alma,

Calma entrega de flor:

Fecho os olhos

E sussurro meu amor.

Fecho os olhos

E nunca esteves aqui.



O encanto é apenas para mim,

De você, nada tenho além

Do que escrevi no ar.

De você apenas guardo o barulho

Da solidão, o medo do mar.



Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana