RASTROS TATUADOS NO IINFINITO



Isto tudo há de calar.

Toda a alquimia que me transforma

Em sentimento e calor, todo o delírio mais

Simples costurado entre o encanto e a poesia.



Isto tudo há de passar.

Todas as nuvens carregadas de ontem

E alguma certeza, toda a delicadeza que o tempo

Respirou dentro de mim, sem licença ou perdão.



Isto tudo há de passar.

Meus olhos e minhas mãos, meus receios e

Amores vãos. Tudo aquilo que rasguei quando

O céu caiu e as estrelas fugiram no vento.



E quando a vida for apenas um rastro

Tatuado no infinito, não lembrarei

Mais o que fazes de minha alma, não

Lembrarei mais de tudo que não foi dito.



Karla Bardanza



Comentários

Postagens mais visitadas na última semana