RISOS E ROSAS


Até gostei do seu cavalheirismo de principiante: abre porta, fecha porta, puxa cadeira e a aquela rosa vermelha na mesa. É, até gostei sim (fiquei tão impressionada...). Meus olhos apenas olhavam tanta delicadeza com os pés atrás, esperando o próximo passo. As coisas não são tão fáceis assim. Apenas caminhos longos podem levar qualquer um para dentro de mim: sinto muito, sinto tanto...



Pressa demais demonstra tão pouco e eu... Ah! Eu preciso de muitos risos e rosas, muita literatura e poesia, muito papo cabeça. É... Há uma intelectual de plantão no meu peito...Eu não sei ser diferente nem tentando. Te ouvi, te olhei, mas não te senti. Você não deu tempo. Será que você não entende linguagem corporal? Acho que não! Será que você pensa que o seu charme é tão irresistível? Será que você faz isso com todas e todo mundo cai na sua tarrafa? Acho que te falta uma camisa azul ou quem sabe um bom discurso.


Não consegui olhar para dentro de ti. Achei aquilo tudo desprovido de sentido e sentimento. Bem, eu sei que nada faz muito sentido mesmo neste mundo pós-moderno, mas não dá para conversar com alguém que não conhece nenhum dos filmes que vi. E como se isso não bastasse você ainda invadiu minha zona de segurança, pensando que eu iria deixar você sair beijando o meu pescoço. Até gostei dos teus beijos: você beija bem. Porém, foi só isso e só isso é tão pouco, é quase nada. Preciso de tantas outras coisas que você não conseguiu perceber. Acho que você estava apenas pensando em você. Bem, ponto final. Engraçado, você ligou tão cedo hoje de manhã. Olhei o teu número no celular e deixei ficar tocando. Abaixei a campainha e fui trabalhar. Sinto tanto, sinto muito, mas o teu signo não combina com o meu.






Karla Bardanza



Comentários

Postagens mais visitadas na última semana