ENQUANTO VÊNUS BEIJA A BOCA DE MARTE


"Todo poema é uma aproximação"

-Mário Quintana-





Escuto tuas palavras

pisando forte na face

das estrelas,

ajoelhando à margem do

céu para te ouvir

melhor.

Te sinto.



Tudo é aproximação

nestes momentos em

que te colho em vogais

e consoantes:

signos e sintagmas

escorrem uma felicidade

inesperada.



E neste instante

que tudo se multiplica,

Vênus beija a boca de Marte

e nós dois...nós dois

fazemos apenas arte.





Karla Bardanza






Comentários

Postagens mais visitadas na última semana