CAINDO PARA O ALTO UMA VEZ MAIS


Eu despenco,
caio,
vou sem esporas
ou freios
descendo pelo ar.
Tão leve,
tão breve
rota
para fora desta
porta que se abre
para as grandes altitudes,
para a lua crescente,
para o todo
que me deixa mais gente.

Deixe-me saltar
para o alto:
a queda do ego,
nego a mim mesma
quem sou,
saio de minhas entranhas.
Estou parindo o fogo.
A terra se dilata para me receber.

Dentro de mim:
você, você e você
nadando em águas mansas,
em mares e marés da alma.
Por detrás do muro,
descubro, eu me descubro
enquanto salto para o infinito
morrer.
E amo,
E amo mais
E amo tanto mais
V
O
C
Ê




Karla Bardanza

Eu amo essa música







Observe-me com a leveza de uma bolha de sabão... e ache minha beleza... Ela está ao meu redor...no meu calor...no meu estado permanente de flor.
 -Karla Bardanza-

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana