AMOR EM SILÊNCIO




Teu olhar hesita


dentro de mim.


Tua alma pára.


Esconde-se,não me fita.


Um abismo abre-se,


não desperto


deste sono duvidoso.


Fico querendo


o infinito enquanto


te grito.


E te grito


com medo,


em profundo segredo


e precipício.


Num infiel regresso,


apresso-me em deixar-te


e deixo minha alma


contigo eo que


suponho de mim ser,


ama calada


tudo e tudo em você.




Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana