LEMBRO DE TI




Lembro de ti
Em telas pintadas,
Pinceladas de cores
E suaves begônias,
Teu cheiro de flores
Em pele tão branca,
Delicadeza onde morri.

Lembro de ti
Em jornais rosas,
Em incenso atrás da
Porta, em Bebel G.
Você em sorrisos,
Charme no olhar,
Voz a me aquecer
Em noite de luar.

Lembro de ti
Em dias frios
De inverno, em
Sotaque formoso,
Na quadratura perfeita
Entre nossos escorpiões.

Lembro de ti
Em sinos que não
Ouvistes, em almoços
Infinitos onde meu
Coração era um grito,
Era todo e todo teu.

Lembro de ti
No mar da Marambaia,
Nas ondas de Yemanjá,
Em tudo que foi e ainda
Está tão dentro de mim.

Lembro de ti
Na voz cálida
Que me aquecia
Em desejo,em medo
E dúvida.

Lembro de ti
Em sonhos que
Não vi, em algo
Vivo em meu
Inconsciente,
Em minha uraniana
Mente...

Lembro de ti
Nas vezes
Que durmo e vens
Fazer amor comigo.
Nas vezes que
O passado é luz e abrigo.

Lembro de ti...
Lembro de ti...
Lembro de ti...
Em tudo que
Quase vivi.

Karla Bardanza

Comentários

Postagens mais visitadas na última semana