DESTINO DE ÁGUA


Olho teus cabelos molhados, seus ombros selvagens e estou confusa, amedrontada.Nunca pensei em te amar, nunca desejei te amar.
É horrível ter você beijando minhas pernas e no entanto, – e no entanto, não tenho forças para te fazer parar.
Na escuridão, teus olhos têm aquela luz vaga da vitória, tem aquele brilho que me atrai e repele...É assustador...”Você me ama?” Tua pergunta me rasga por dentro.Você me toca, me puxa para perto...Tento evitar e acabo por deslizar meus dedos pelos teus ombros...Não tenho nenhuma intenção de te amar e, no entanto, tocar tua pele é tão sublime.Percebo que teus olhos são luzes acesas, percebo neles um mar bravio para arriscar todas as minhas naus.Nada digo...
Olho para você e as luzes se apagam...Teus olhos dormem em dúvida e medo.Um cinza aterrorizante paira sobre eles.Mal consigo me afogar em teu mar. Me abandono deixo meu coração gritar por você.Percebo uma água estranha brotando em tua face...Meu coração queima e derrete.Meu coração!Ó Deus...Ele está vivo...Eu te sinto, sinto tuas lágrimas molhando minha garganta e subitamente desperto. Enfim, percebo que quero continuar com tua cabeça em meu ombro.
“Você me ama?”
A pergunta me acorda definitivamente por dentro.E eu digo SIM.Como doía dizer sim!Não porque não fosse verdadeiro, mas porque era verdadeiro demais.Era uma verdade repentina e eu já nem sabia o que era mais doloroso: amar ou ter um coração batendo novamente.
E bem ali em teus braços, o chão se abriu e o infinito me envolveu...Logo eu que sempre me vi como a rainha da chuva, estava coroada de sol e flores.Pensei em Alberto Caeiro:”...o destino da minha água não era ficar em mim.”O destino da minha também não...Então desagüei em amor, jorrei em sentimento, deixei de me despertencer e me abri como rio em direção ao teu mar.

Karla Bardanza

Seu comentário é especial para mim.

Comentários

Quanto sentimentos nas suas palavras,adorei,parabéns p vc,mil bjssssss e boa noite,voltarei!

Postagens mais visitadas na última semana