A ESTRADA É PERIGOSA DENTRO DE MIM


Caminhos longos,
Caminhos curtos,
Labirintos sem fim.
A estrada é perigosa
Dentro de mim.

Alguma dor,
Olhos no além.
Um pouco de mal,
Outro tanto de bem.
Ruas de doce e de sal.

Flores e sua delicadeza,
Plantas carnívoras,
Árvores em pura leveza,
Rodovias a pé,
Apenas para testar minha
Perseverança e fé.

Atroz velocidade quando
O limite era pouco.
Grito louco de medo
Rasgando a realidade
E os segredos.
(des)caminhos do desejo.

Viagem de desafios,
Eterno caminhar e busca.
Momentos de luta e paz
Afastando-me do cais.

Caminhos longos,
Caminhos curtos,
Um tempo sem duração.
Pontes que atravessei
E que levaram-me de volta
Ao meu coração.

Karla Bardanza


















Comentários

Postagens mais visitadas na última semana