OS FIOS DO INFINITO




Deitados juntos ao céu, os amantes sonham


Com o amor, abrindo a porta do tempo,


Perdendo os corações que dormem juntos


Com a paixão, fazendo a música da lua


Com suas vozes de perfume e flor.


Uma claridade mística cobre os seus olhos


De um azul inacessível.


Tudo embriaga e evoca horas absurdas.


Tudo é exaustão encantada.


E ali, naquele instante quase mágico,


À beira do nada, os fios do infinito


Dobram lentamente, tecem poemas,


Bordam palavras, arrematam a eternidade.


Karla Bardanza

Comentários

Amanhecer

Ivone Boechat (autora)

Levanta a cortina dos teus olhos,
contempla a maravilha
do teu amanhecer,
a vida é uma criança,
esperta, bonita, inteligente,
passa correndo, é preciso ver...
Acredita, enquanto há tempo:
não existe dor sem alento
nem tristeza tão longe da alegria,
quando a luz de cada dia,
acende a vida,
iluminando o amanhecer,
não vacila, toma posse
da imensa alegria de viver.

Postagens mais visitadas na última semana